VEM AÍ A PRIMAVERA!

17.3.20
Sei bem que estamos a viver tempos muito complicados e que vir aqui falar sobre a primavera pode parecer fútil e até despropositado mas também acredito que mesmo forçados a limitações e novos hábitos, podemos, entre paredes, aproveitar para descobrir coisas simples que nos façam sentir menos ansiosos. Por essa razão, vou continuar a postar o quanto puder, inspirações e pequenos projetos que nos entretenham e nos permitam levar de forma mais leve estes tempos tão conturbados.

E como no hemisfério norte, a tão desejada primavera está ao virar da esquina, nada melhor do que olhar à sua volta e ir procurar na arrecadação ou no desvão do telhado, aqueles objetos velhos e enferrujados, que há anos estão sem uso, aproveitar a personalidade que esses itens já possuem e leva-los mais além, conferindo-lhes charme extra, beleza extra e utilidade nova. Afinal, ideias não convencionais são sempre uma inspiração...

As fotos foram feitas em Bath, em Julho de 2019, cidade situada no sudoeste de Inglaterra, conhecida pela sua universidade e banhos termais naturais.

Em inglês, canteiro de flores diz-se flower bed e parece que levaram o termo ao pé da letra quando transformaram esta cama de criança num pequeno jardim:

BRANCO SOBRE BRANCO

28.2.20
Branco não é a minha praia. Nunca foi. Aprecio, mas, ao contrário da maioria das pessoas, pintar alguma coisa de cor neutra, equivale a sair da minha zona de conforto. Dá-me a sensação de que fiquei aquém, de que a peça merecia mais da minha imaginação e do meu empenho. No entanto, na minha profissão, não posso olhar só para o meu gosto pessoal, preciso compreender o contexto, entender o todo e aqui não cabia cor nem madeira à vista. O conceito era branco sobre branco, e assim ficou! A simplicidade é por vezes mais difícil de atingir que o complicado. Sei disso. E no fim do trabalho, gostei do realce que o branco deu aos torneados e às ferragens e que o despretensioso toucador, esse eterno feminino, tivesse conseguido ganhar relevância e assumido o seu papel num espaço de alguma pompa e circunstância.


CASA DE BANHO RENOVADA

8.2.20
Há muito que queria renovar a casa de banho dos meus filhos. O espaço atendeu as necessidades deles durante quase 24 anos, mas estava infantil, descaracterizado e até ultrapassado, com uma banheira que serviu quando eles eram crianças e brincavam no banho mas já não fazia qualquer sentido e uma sanita que dava de frente para a porta, o que me incomodava bastante. Quando comecei a obra, não imaginava bem o resultado final, apenas sabia que iria substituir a banheira por uma base de duche, abrindo assim espaço para a sanita mudar radicalmente de lugar e também queria tornar tudo mais fluído. Uma casa de banho com pouca cara de casa de banho e sem muitos elementos pesados agarrados às paredes, de modo a que, em caso de enjoo, não fosse preciso "partir" tudo novamente. Claro que também não esqueci que tenho duas filhas e um rapaz e que este não estava muito a fim de circular num ambiente feminino.
Quando tudo ficou pronto, a minha sobrinha, talvez influenciada pelo tom terra que escolhi para o micro cimento aplicado nas paredes e no piso, achou que a casa de banho adquiriu um earthy look.  A verdade é que tentei misturar elementos cromados e acessórios de linhas contemporâneas com outros mais naturais e que a última coisa que eu pensava era colocar um móvel de apoio alto e escuro. No entanto, sem ter achado nada que me satisfizesse (apesar de ter sido persistente na procura) era este que estava disponível na arrecadação e, meia contrariada, acabei por lhe dar uma chance. Calhou até bem porque sobre ele arrumei umas plantinhas e conto com a janela no teto para que a luz natural e o sol que incide nesse preciso local nos meses de primavera e verão assegurem a subsistência da mini micro urban jungle.
Qualquer projeto, por mais pequeno e simples que seja, tem sempre um elemento que se torna o preferido, e neste caso, para mim, foi o conjunto de cabides de parede, que atendem pelo nome de Dots, que coloquei junto ao espelho. São tão pouco óbvios que, quem entra, fica na dúvida para que servem...


TRANSFORMAR SEM ADULTERAR #2

14.1.20
Há praticamente 1 ano, mostrei-vos imagens de alguns "depois e antes" (sim, nessa ordem) de um projeto que estava a finalizar. Na altura a minha ideia era, passado algum tempo, exibir mais fotos que julgava eu, poderiam ser interessantes. Mas os meses voaram, a unidade em questão entrou em funcionamento, minha cabeça voltou-se para outras paragens e a intenção ficou por concretizar. Mas como nunca é tarde, penso que as adaptações da entrada do edifício, o destino da antiga cabine de elevador, a revitalização da escadaria central, as soluções encontradas para os corredores assim como a manutenção de móveis existentes nos pisos, originando quartos únicos, podem ser aspetos que vos inspirem de alguma forma. Preparem-se então para uma longa visita virtual...

No pórtico da entrada houve a preocupação de se anular os degraus existentes:

UMA CASA COM CHEIRO A FÉRIAS

31.12.19
No final do mês de Novembro, viajei ao Brasil para tratar de diversas pendências pessoais, daquelas que envolvem repartições públicas e as inerentes idas e vindas por falta de documentos e papéis. Quando eu pensava que o assunto estava solucionado ou pelo menos em andamento, recebia um telefonema a pedir mais qualquer coisa e voltávamos (quase) à estaca zero. Isto para dizer que foram 10 dias bastante corridos e até mentalmente estafantes, não fosse incluir um fim de semana, em que nada podia ser resolvido e eu receber o convite de uma amiga para passarmos esses dias de ócio forçado no apartamento dela da praia. Giovanna é das minhas melhores amigas desde sempre, nossos pais já se conheciam de solteiros, nossa amizade é sólida e entre outros interesses comuns temos o gosto pela decoração e mesa posta. A única grande diferença entre nós é que enquanto eu gosto de tudo junto e misturado, ela adora combinar! E por isso achei graça trazer hoje, como última publicação do ano, a casa de praia da Giovanna, cheia de sol e luz, onde fui recebida com tanto carinho e mimada até mais não! Corais, conchas, búzios, peixes, cavalos marinhos, sereias, detalhes alusivos ao mar e com cheiro a férias numa paleta de cores que traz paz e tranquilidade!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics