TRANSFORMAR SEM ADULTERAR #2

14.1.20
Há praticamente 1 ano, mostrei-vos imagens de alguns "depois e antes" (sim, nessa ordem) de um projeto que estava a finalizar. Na altura a minha ideia era, passado algum tempo, exibir mais fotos que julgava eu, poderiam ser interessantes. Mas os meses voaram, a unidade em questão entrou em funcionamento, minha cabeça voltou-se para outras paragens e a intenção ficou por concretizar. Mas como nunca é tarde, penso que as adaptações da entrada do edifício, o destino da antiga cabine de elevador, a revitalização da escadaria central, as soluções encontradas para os corredores assim como a manutenção de móveis existentes nos pisos, originando quartos únicos, podem ser aspetos que vos inspirem de alguma forma. Preparem-se então para uma longa visita virtual...

No pórtico da entrada houve a preocupação de se anular os degraus existentes:

UMA CASA COM CHEIRO A FÉRIAS

31.12.19
No final do mês de Novembro, viajei ao Brasil para tratar de diversas pendências pessoais, daquelas que envolvem repartições públicas e as inerentes idas e vindas por falta de documentos e papéis. Quando eu pensava que o assunto estava solucionado ou pelo menos em andamento, recebia um telefonema a pedir mais qualquer coisa e voltávamos (quase) à estaca zero. Isto para dizer que foram 10 dias bastante corridos e até mentalmente estafantes, não fosse incluir um fim de semana, em que nada podia ser resolvido e eu receber o convite de uma amiga para passarmos esses dias de ócio forçado no apartamento dela da praia. Giovanna é das minhas melhores amigas desde sempre, nossos pais já se conheciam de solteiros, nossa amizade é sólida e entre outros interesses comuns temos o gosto pela decoração e mesa posta. A única grande diferença entre nós é que enquanto eu gosto de tudo junto e misturado, ela adora combinar! E por isso achei graça trazer hoje, como última publicação do ano, a casa de praia da Giovanna, cheia de sol e luz, onde fui recebida com tanto carinho e mimada até mais não! Corais, conchas, búzios, peixes, cavalos marinhos, sereias, detalhes alusivos ao mar e com cheiro a férias numa paleta de cores que traz paz e tranquilidade!

HO HO HO

24.12.19
Esta era a noite em que há muitos anos atrás, minha irmã e eu, tentávamos por tudo não adormecer para surpreender o Pai Natal a chegar com os presentes. Óbvio que nunca conseguimos nos manter acordadas, e na manhã do dia 25, restava-nos bombardear meus pais com perguntas: a que horas ele tinha vindo, quem abriu a porta para ele entrar, se ele vinha carregado, bem disposto, o que teria ele dito. Recentemente li sobre uma teoria de que não se deve mentir às crianças, que dizer a um pequeno que o Pai Natal existe para mais tarde negar e revelar a verdade, faz não só a criança perder a confiança nos pais como ainda lhes ensina que é válido mentir. Eu, agradeço até hoje meus pais terem me iludido e permitido que eu tivesse essa fantasia por alguns anos pois é das memórias mais vívidas que tenho dos Natais da minha infância: o coração que batia mais forte com a ansiedade, a emoção ao imaginar que o Pai Natal havia estado lá em casa, a frustração de ter adormecido, os embrulhos ao pé da cama que nem sempre correspondiam aos pedidos, mas pouco importava...
Uma noite tranquila e feliz junto às vossas famílias, é o que desejo a todos vós, com a absoluta convicção de que o faz-de-conta na medida certa é recomendado seja em que idade for.

VIDA NOVA PARA UM MÓVEL DE COZINHA #2

10.12.19
Finalmente acabei o móvel. Digamos antes que "dei por acabado", prefiro essa expressão, pois uma transformação nunca termina. Consoante o gosto pessoal, as ideias que vão surgindo ao longo do processo e as opiniões de terceiros, vamos tomando caminhos e decisões até ficarmos satisfeitos com o que veem os nossos olhos. Com este armário de cozinha foi exatamente como aconteceu. Não tinha uma ideia definida e acabei por assumir a rusticidade que apareceu por debaixo da tinta velha. No post que fiz há tempos, mostrando o móvel num estado menos avançado, cheguei a pensar tirar-lhe as portas, mas recebi tantas mensagens vossas a sugerir que não o fizesse, que reconsiderei. E penso que em boa hora, pois foi forrando-as com propagandas de revistas antigas que amenizei o decapê do móvel. Ou pelo menos tentei. Os interiores, que estavam bastante sujos e maltratados, pintei-os de um tom rosa velho. A originalidade deste móvel é que todos os lados são acabados, ou seja, daria uma bela ilha de cozinha. E talvez venha a ser este o destino dele, numa casinha dos anos 50, situada a cerca de 80 kms de Lisboa, imóvel (palavra tão fria e pomposa  para uma casinha cheia de charme) que adquiri há cerca de dois anos, cujo projeto passou rapidamente da minha cabeça para o papel, mas a obra nunca começou. Apesar de eu não ser dada a resoluções de Ano Novo, acredito que 2020 será o ano em que o projeto se tornará  realidade e a casinha ganhará novo fôlego e vida. Foi na adega da casa que fiz a sessão fotográfica.

























RESULTADO DO SORTEIO

8.12.19
Antes de mais, obrigada a todas pela participação! Foram 21 comentários muito carinhosos e cheios de incentivos, que ao longo de uma semana dinamizaram e agitaram o blog. Mas vamos ao que interessa, as ganhadoras que irão receber em casa um set de 6 guardanapos de Natal com argolas temáticas em madeira.
Usei o Random Number Generate, que sorteou os números 4 e 21:
Os números correspondem aos comentários deixados respectivamente pela autora do Blogue Os meus momentos favoritos e à Beta !
Parabéns a ambas e não se esqueçam de mandar um email indicando-me a vossa morada para lavionrosedeco@gmail.com
Mais uma vez, foi ótimo ter contado convosco nesta brincadeira, fiquem bem e estejam atentas pois vou redimir-me de postar com intervalos tão grandes, tenho uma série de posts preparados, sobre assuntos vários, que tenho a certeza, vão gostar!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics