BANQUINHO COM POMPONS DE FELTRO

10.2.18
A história deste banquinho é a seguinte: via várias vezes a senhora que limpa o prédio onde moro, periclitantemente equilibrada em cima do dito cujo, a polir as pedras das colunas que ficam na entrada. Um dia propus-lhe um negócio: eu arranjava-lhe um escadote em condições e ela, em troca, dava-me a banqueta. A resposta veio imediata: que se fizesse a permuta rapidamente, pois ela era pessoa baixinha, o banco curto, e estava mais do que evidente a dificuldade que tinha em aceder a cantos altos. E foi assim que eu ganhei um banco velho e sujo, e ela, um escadote novo e reluzente. A meu ver, troca mais do que justa! Depois seguiu-se a fase da ansiedade: lixar a tinta antiga para enfim descobrir as virtudes e os defeitos do banco. A coisa boa foi a sua estrutura, que se revelou robusta e bonita. A notícia má veio com a descoberta de um tampo minado pelo caminho dos bichos. Umas bases para pratos quentes, feitas em pompons de feltro, e que eu utilizava bem pouco em casa, foi a solução que encontrei para transformar o tampo agonizante num assento colorido e confortável. Desfiz as bases e colei uma a uma as bolas. A princípio julguei que a minha ideia iria resultar num banco frágil, quase só para enfeite, em que com o sentar, pompons se iriam soltar a pouco e pouco. Mas não, com doses generosas de cola de contato e os pompons bem chegados uns aos outros, obtive um "maciço" sólido e um banquinho de arrancar sorrisos!






O banco, cansado de uma vida de trabalho:



Completamente a nu, expondo mazelas e qualidades:

As bases para pratos quentes que eu desmanchei. Mas dá para comprar pompons, em quantidades e tamanhos variados, no site da Amazon, é só procurar por "Felt Balls".

Duas dicas importantes:
1- começar sempre a colar as bolas de feltro de fora para dentro:

2- Não é porque não aparecem ao primeiro olhar, que as partes escondidas de uma peça, não devam ser tratadas com o mesmo cuidado das que estão à vista:

27 comentários:

  1. Olá Val! Tu és demais! O teu banquinho ganhou vida e com certeza um lugar especial em tua casa! Bom Domingo amiga,beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Ficou tão lindo e fofinho! Adorei o colorido e estou espantada com o "antes" e o "depois". Realmente, só quem sabe e tem sensibilidade é que é capaz de nos surpreender com tamanha arte... adorei!

    ResponderEliminar
  3. Realmente fico mesmo fascinada com estes teus projectos, o antes e o depois.
    Estás vendo porque é que eu digo que quando vejo estas coisas no lixo me lembro logo de ti ? Pois amiga, tu dás vida a uma peça que já está condenada.
    Daria uma bela historia num filme de banda desenhada, heheheh.

    ResponderEliminar
  4. Uau! Sua ideia foi simplesmente linda! Teu blog é uma inspiração!

    ResponderEliminar
  5. Ficou colorido do jeito que gosto.Bela idéia, parabéns!

    ResponderEliminar
  6. Olá Val,

    Lindo, lindo, lindo de arrancar sorrisos e muitos elogios! Muito boa à ideia de cobrir com os pompons coloridos e concordo que as partes ocultas também merecem cor e beleza.

    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Uau! Ficou lindo o banquinho, só nas tuas mãos! Sem palavras. ADOREI!

    ResponderEliminar
  8. Val, só você mesmo para dar nova vida (e que vida!) a esse banquinho. Ficou lindo e original. Gostei do fundo pintado, já tinha percebido o detalhe na quinta foto e adorei o detalhe!

    ResponderEliminar
  9. Ideia genial, moderna. Tenho uns banquinhos aqui mais ou menos nesse estado e já cogitei mil transformações. Uma delas é revestir com pastilhas, em mosaico. E, seguindo seu conselho, devo começar a colocar as pastilhas de fora para dentro. Penso fazer meio aleatórias, sem muita regra. O que acha? Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Helena, sem dúvida, comece sempre de fora para dentro, essa é exatamente a técnica do mosaico! Assista os videos da Veronica Kraemer que ela explica super bem! bj

      Eliminar
    2. Obrigada, Val. Assim que for possível farei sim. Beijos

      Eliminar
  10. Como tudo que vc fal lindo Wal, como vc sabe brincar com as cores, amei o banquinho e a história certamente vc evitou um acidente.

    ResponderEliminar
  11. Bom dia, Val
    aqui: 7:45 manhã de quinta-feira com céu meio nublado e vento frio, e olha que estamos a pleno verão.
    O banco deve ter suspirado aliviadíssimo pela fantástica troca. Ganhou pinturas e roupas e remoçou décadas. Amei o resultado, com certeza esse belo colorido chama olhares. Só você mesmo!
    Parabéns.
    Grande abraço
    MARI

    ResponderEliminar
  12. oi Val

    Eu fico sempre admirada com a tua capacidade de criação Val, a variedade de técnica que vais explorando e sempre com tão lindos resultados!!
    adorei a troca, imagino a senhora poderia cair deste banquinho coitada.
    A peça ficou 1000!!

    bju grande
    ana

    ResponderEliminar
  13. Olá Val. Recentemente reciclei - que é como quem diz, mudei-lhe a cor, um banquinho do género, daqueles reguláveis em altura (girando o tampo). Não mostro fotos pois seria uma vergonha comparado com os trabalhos que a Val faz. E deve ter ficado muito mal feito, pois alguma tinta já está a descascar (acho que devia ter lixado melhor - digo eu). Mas enquanto estive dedicada aquele projeto, gostei... Acho que posso dizer que até me senti relaxada com aquilo, embora o meu jeito seja quase nenhum. E sinto-me orgulhosa quando alguém vai lá a casa e comenta que o banco está engraçado. O seu banco está muito bonito e esses pompons dão-lhe uma graça especial. Gosto muito. Beijinho. Joana.

    ResponderEliminar
  14. Muita criatividade. Ficou lindo.
    Bom fim de semana
    bjs

    ResponderEliminar
  15. Imaginei mesmo que você devia ter colado. Fiquei a me perguntar de onde vieram as bolinhas. Que bom que o post explica tudo.
    Fiquei com vontade de sentar. Pra saber se massageia mesmo o bumbum. :)
    Ficou lindo! ♥

    ResponderEliminar
  16. ...tão bonito (o banquinho e... a história)!... ❤
    ...beijito GRANDE e, uma vez mais, Parabéns (pelo trabalho e... pela atitude)!... 💗

    ResponderEliminar
  17. Olá Val!
    Obrigada pela visita, mas não sou essa pessoa não: multifacetada, sou é muito desorganizada, querendo por as coisas nos lugares, mas acho que elas são muito desobedientes e não vão para seus lugares. kkkkk
    Vamos ao banco: lindeza pura, criatividade 100%. Não sei se eu teria essa mesma ideia. Ficou um banco nobre, vivo, chique. Posso copiar?
    Bjus

    ResponderEliminar
  18. Bom dia Val
    Este banco só me vem á cabeça, aquela musica brasileira
    "ái que coisa mais linda mais cheia de graça......"
    Está mesmo top, tão simples e tão bonito, fica bem em qualquer cantinho
    bjs
    Lulu

    ResponderEliminar
  19. Olá Val :)
    Mais uma restauração linda, linda :)
    Adoro esse banquinho, ficou maravilhoso :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Eu acho que é melhor a Sra não ver o banquinho ela vai propor a troca por um escadote reluzente!!!! :) Ficou lindo Parabéns!

    ResponderEliminar
  21. tu banquito gano mucha vida con esos pompones .. me diste una buena idea .. eres muy creativa amiga

    ResponderEliminar
  22. Já havia me encantando por esse banco quando vi em seu IG, mas sabendo da história fiquei mais apaixonada ainda! Ele ficou super bonito, faceiro, simpático, uma peça que vai bem em qualquer canto. Excelente negócio que fez! beijo

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics