COMER COM OS OLHOS

31.1.18
Já aqui disse várias vezes que não cozinho. E é verdade, a criatividade que tenho em certas áreas, falta-me em absoluto na cozinha. Tenho pena, pois nunca meus filhos poderão dizer que certo cheiro ou paladar lhes recordam a casa da mãe. Em contrapartida, adoro cozinhas (como arquiteta é mesmo a parte da casa onde mais gosto de intervir) e sou a louca das loiças! Esta última característica traz-me dois problemas: o primeiro de ordem logística, a casa não cresce e é-me cada vez mais difícil arranjar espaço para os serviços. E o segundo, um debate moral: estarei eu a gastar demais e a transformar-me numa acumuladora de pratos, pratinhos, copos, talheres, bowls, mini cassarolas, tábuas e afins? Para me consolar, costumava dar a mim própria a desculpa de que é o meu único vício e não tão nocivo assim, até que há uns dias, passou-me pelas mãos um artigo que dizia que investir em loiças é não só uma maneira de deixar a mesa mais atrativa mas também um conceito de alimentação saudável. É não olhar apenas para os nutrientes, ir mais além e enxergar na comida o prazer, as relações, as partilhas. E fez-me tão bem ler e pensar sobre isto porque de repente o meu único vício deixou de ser uma futilidade. Eu sou uma pessoa visual, sempre fui, como com os olhos, e assumo: venho carregada de pratos nas viagens, compro loiças online, herdo peças. Considero os meus serviços pessoais e intransmissíveis porque são descombinados e compostos por peças avulsas. Tem o prato branco mas também tem o colorido, os estilos são os mais diversos, os formatos e tamanhos variados. Traços que me permitem misturar e obter combinações menos óbvias à mesa. As fotos a seguir não são minhas.  A comida obviamente também não. Mas os pratos, são. O meu acervo é tão grande que volta e meia combino com a minha amiga de longa data, Lena, a mentora do projeto Seëds e empresto-lhe peças. São imagens que me enchem os olhos. Gosto de ver como a culinária da Lena torna os meus pratos tão fotogénicos, e aprecio a forma como as minhas loiças exaltam ainda mais as suas criações, já de si, tão atraentes.




























































23 comentários:

  1. Olá Val! Este post além de lindo,foi um consolo para mim. Eu também sou visual e apaixonada por louça e uma mesa bem posta.A tua amiga faz verdadeira obras de arte e teus pratos são lindos. Amiga,tenha um lindo dia,beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Olá Val. Este post abriu-me o apetite. As comidinhas parecem ser muito saborosas, sobressaindo talvez mais ainda pela louça que é lindíssima. Eu compreendo-a um bocadinho. Adoro comprar coisas para a casa, na sua generalidade. Secalhar na cozinha até é onde sou mais simplista mesmo. É praticamente tudo de uso diário e um serviço guardado para certas ocasiões. Mais nada. Mas os seus conjuntos são lindos e cheios de pormenores. Gostei muito. Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Lido de mais Val! Identifico-me contigo naquilo que escreves... E entre loiças herdadas, compradas e oferecidas, debato-me com o mesmo problema: a casa não cresce! Por outro lado, concordo contigo, os olhos alimentam a alma, e as horas passadas à volta da mesa ficam com outro sabor quando a loiça é catita!
    Quanto às iguarias das fotos, aguçam o apetite e quase lhes consigo sentir o sabor!!! Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Amo as louças!! Não me atrevo a comprar as vezes que me apetece mas também sofro disso e começou cedo, mal casei. Levava um serviço de jantar "chique" no enxoval e um "prático". Estava casada há meses quando vi uns pratos coloridos da arcopal e tive que comprar, pelo menos dois acho. Depois mais tarde vi outros que a arcopal na altura era prolifera em padrões e lá fui eu comprar aqueles... desta vez quatro. Um dia vi uns tipo ardósia e comprei, depois uns quadrados brancos e lá vieram eles para casa. Mais tarde, vi uns lisos, enormes, coloridos e pimba meia duzia, um de cada cor... depois comprei uns brancos, noutra altura comprei uns com uma lista colorida e por agora parei... mas acho que foi apenas para respirar, ando com vontade de comprar uns pratos novos... já me cansei dos outros e tenho que os por em descanso uns tempos.

    ResponderEliminar
  5. Ora aqui está o conceito "faz bem aos olhos" :D sou uma acérrima defensora de que não devemos castrar os nossos vícios saudáveis. Se nos faz bem, então é deixar seguir. És tu com as loiças e eu com os novelos. Damos uso e damos, portanto siga! Embora tenha umas peças engraçadas que comprei aqui e ali, ou mesmo oferecidas, no que toca a loiças não tenho grande coisa, eu é mais é novelos eheheheh mesmo assim, tenho uma dúzia de pratos da vista alegre que só uso no natal e depois tenho umas loiças soltas que componho de forma a que combinem quando recebemos família e amigos. Mas tu tens material à séria!!! Concordo, mesa bem posta, mesmo que simples, é meio caminho andado para usufruirmos do excelente convívio e prazer que a comida nos proporciona, e como dizes e muito bem, os olhos também comem. Bem, a comida da tua amiga tem um aspecto fantástico e servida nos teus lindos tarecos, de facto, é uma tentação!!!
    bjs*

    ResponderEliminar
  6. Val,
    Você tem um bela coleção,um mais lindo que o outro.
    E foi um casamento perfeito das suas louças com a comida da Lena.
    Um complementa o outro :)
    Eu sou a louca dos pratinhos de sobremesa.Adoro entrar em lojas de segunda mão,antiquários e comprar aquele pratinho sem par.E muitas vezes compro só um,mesmo linhas novas.Mania esquisita,e nem sei como surgiu.Meu pai esteve em casa ano passado e disse que me compraria um jogo de sobremesa de presente,porque eu só tinha pratinhos filhos únicos e cada um de um pai...kkk...
    Besitos e tenha um bom restinho de semana

    ResponderEliminar
  7. Olá amiga.
    Neste post fiquei simplesmente rendida, já o vi não sei bem quantas vezes.
    Não sei onde fixar a vista, se nos pratos e nas diversas loiças ou na comida, está tudo deveras muito bonito e em harmonia, estou extasiada.
    Também não sou muito de cozinha bem sabes, mas às vezes é necessário, principalmente quando são pratos mais modernos e a pedido da Inês, mas são tão raros que ela vai-se lembrar mais dos sabores da avó do que dos meus...hehehe, por isso vez não estás sozinha no barco.
    Beijinho grande e gosto desse teu vício.

    ResponderEliminar
  8. Wow quanto beleza neste teu post.
    As tuas louças são uma perdição em perfeita harmonia com as comidinhas que a tua amiga fez. Que me encheram os olhos e me fizeram ficar de água na boca.
    Fiquei rendida a estas fotos maravilhosas e à tua maravilhosa coleção de louças. Bendito seja o teu vício.
    Beijinho enorme

    ResponderEliminar
  9. Bom dia, Val,
    aqui: 7:43 manhã de sexta-feira com céu azul e ventinho.
    Peças lindas demais que tornam a comida mais saborosa com certeza.
    Acho que também seria a louca das louças, adoro pratos, travessas, tigelinhas, xícaras....mas primeiro não tenho tanto armários assim e segundo o bolso me controla demais. Fico na maior parte das vezes só na admiração.
    Semana passada visitando um bazar de móveis usados, lembrei de você demais, procurava uma mesinha para a sala, passeei pelos móveis, olhei, olhei, e não consegui enxergar possibilidades. Pensei....como ela consegue? Acho que é um treino do olhar e ser bastante criativa. Resolvi que tenho que voltar e olhar de novo.
    Parabéns pelo seu acervo, as fotos ficaram lindas, e parabéns também à comida que deram aos pratos sua serventia com grande estilo.
    bjs.
    mari

    ResponderEliminar
  10. Val, não esqueço a tua frase outro dia ao falar algo como a comida não tem importância na tua vida.
    Meu Deus, a comida me faz sofrer de tanto que gosto, ahaha
    Já na mesa sou um desastre. Em 2009 tinha comprado pratos e só em 2017 que comprei mais alguns, kkk
    Admiro sempre seu bom gosto e suas mesas!!! Como no seu último natal o bonequinho na caneca!
    Fiquei curiosa imaginando seus armários lotados com tanta louça e vc sofrendo pra arrumar mais espaço. LIndo vício este seu :D

    as fotos ficaram um arraso!!!

    bjus
    ana

    ResponderEliminar
  11. Val, que louça maravilhosa!!! Nem reparei na comida. Beijos

    ResponderEliminar
  12. Que coisas mais lindas!!! As comidas, os pratos e as combinações entre eles. Um deleite para os olhos!!! Amei suas louças, muita inspiração para mim, que ainda pretendo ter uma pequena coleção também!

    ResponderEliminar
  13. Bom dia Val :)
    A tua colecção é mesmo de se perder, uma coisa mais bonita que a outra .
    Sei que adoras coisas para a casa e és apaixonada por loiças .
    Se bem que quem faz a magia és tu com as tuas combinações improvaveis que arranca sempre um sorriso a quem cá passa .
    A tua amiga Lena parece que é tão criativa como tu.
    Cada uma com o seu valor e em simbiose perfeita .
    Aposto que também quem tirou as fotos lindas foste tu ;)
    Se nos faz FELIZ porque não .....
    Bom fim de semana
    bj grande Lulu

    ResponderEliminar
  14. Linda Val, fiquei rendida à tuas texturas, às tuas cores e aos "caquinhos" que amorosamente colecionas. Se gostas, porque não? As fotos estão lindas, apetecíveis, não cobicei a comida, porque gosto de coisas simples, onde percebo perfeitamente o que estou a comer, mas gostei do colorido e da alegria que me trouxe. Gosto de juntar novelos e tecidos, para logo os transformar e despachar, nunca para acumular.
    Quanto a cacos, tenho os mais simples, loiça braquinha, prática, da Vista Alegre e só o essencial. Uso-a todos os dias e também quando tenho visitas. Não gosto de acumular nada, só me lembra que "se morro" quem é que vai despachar a minha tralha? Não quero dar trabalho a quem cá fica... :(
    Eu sei, é um pensamento depressivo, triste, mas advém do meu desapego por tudo o que é material. Além disso, se mudar de casa, não quero perder tempo nem energia a arrumar e levar tralha. Só gosto de colecionar momentos, boas companhias, boas conversas, boas amizades, boas leituras, bons filmes... muitos afetos... :)
    Todos temos as nossas manias, estas são as minhas. :) Há coisas que gostamos de ver e há coisas que gostamos ou gostaríamos de ter... estou na fase do gostar de ver.
    Beijinho, minha linda, um feliz fim de semana!

    ResponderEliminar
  15. Olá Val,

    Uma lindeza sua louça! Todas as peças uma beleza, cheias de cor, de formas e de decorações visualmente atraentes, uma coleção maravilhosa. A comida da sua amiga tem um aspecto delicioso e sua louça parece que interage com os pratos apresentados e contribui para atiçar o apetite, é de comer com os olhos!
    Beijos

    ResponderEliminar
  16. amiga temos algo em comum, eu também amo louça , minha cozinha e pequena, e não tenho lugar para mais nada.
    como você disse a casa não cresce, porque eu cultivo muitos interesses, e claro cadaum ocupa espaços, depois que descobri minha paixão pela costura, comprei duas máquinas e tudo que ocorre, e tudo isso pegou muito espaço.

    vum abraço
    Edna

    ResponderEliminar
  17. Ei Val querida
    Que delícia vir aqui depois de tanto tempo e me deparar com esta profusão de cores, estilos e sabores.
    Maravilha, creio que a comida, o doce, o petisco fica bem mais saboroso em louças encantadoras como as suas.
    Amei, amei, um encanto
    Um grande beijo, linda Val.

    ResponderEliminar
  18. Olá Val, as loiças são lindas e encantadoras, não me canso de olhar para elas... acho que tornam a comida muito mais atrativa... adorei!!!

    ResponderEliminar
  19. Olá Val. Assim que vi a primeira foto os meus olhos admiraram o prato e a comida, mas depois fiquei vidrada na comida que é mesmo a minha cara, entrei no projeto da tua amiga e delirei, claro que depois da explosão de comidinhas, voltei e admirei com mais calma, os teus pratos que são giríssimos. Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Dá vontade até de comer.
    Senti que a informação de que investir em louças é também um conceito de alimentação saudável tirou o sentimento de culpa e de possível coleção excessiva. Ufa, você não é a louca das louças! =)
    Ri alto com o comentário de que as fotos não eram suas e a comida também não. Sou como você e não sou a super cozinheira e confeiteira aqui em casa. Minha filha diz que a comida é muito boa, mas sei que ela diz isso porque é a comida que mata a fome dela.
    Val, eu também não tenho lugar e admiro o seu bom gosto ao escolher suas louças. Eu mesma já havia reparado na beleza das suas mesas, no colorido interessante delas de pratos diferentes entre si que chegam a uma harmonia entre eles quando juntos na mesa posta.
    Muito inspirador pra quem aqui ainda está na louça branca ainda.

    Abraços! ♥

    ResponderEliminar
  21. Oi Val.
    Sofro do mesmo problema quanto ao espaço para as louças, aqui em casa é tudo pequeno e não há espaço para mais louças #chateada. Quanto ao debate moral, eu também morro de medo de me tornar uma acumuladora de pratinhos e afins. Mas o que fazer se não resisto a essas fofuras?
    Eu adorei a foto e as comidas me deixaram bem tentada a conhecer um pouco mais do trabalho da sua amiga.

    Beijos de Luz,
    Marina | www.meudoceapartamento.com ❤

    ResponderEliminar
  22. Oh Val que alívio este teu post. Assinei em baixo. Não gosto de cozinhar mas tenho pena porque acho que hoje em dia é uma verdadeira arte e como aprecio arte em todas as suas vertentes acho uma falha minha não me virar para a culinária e, como tu, adoro pratos e tudo o que seja loiça. O teu post veio legitimar esta minha tendência :) Quando convido pessoas para minha casa, passo dias a planear a decoração e deixo para o André a ementa... :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  23. Val, suas peças são lindas e a sua amiga teve uma grande sensibilidade ao montar os pratos. As composições ficaram incríveis. Daria facilmente pra fazer um livro com essas imagens!

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics