CADEIRÃO ENCONTRADO NA RUA...

8.9.18
...não por mim, mas pela minha cunhada que prontamente levou-o para casa e ali ficou por vários meses, sem que ninguém tivesse coragem de pegar nele. Estava muito manchado, por ter ficado exposto ao sol e à chuva, faltava-lhe uma peça do encosto, tinha partes descoladas e um braço bastante ruído, provavelmente por algum cachorro. Mas o potencial estava lá, e começou a dar nas vistas mal iniciei a lixar, quando apareceu uma madeira não muito clara mas com uns veios bonitos. A parte delicada, foi o enxerto no braço. Tratou-se de uma primeira vez para mim e achei mesmo que não iria dar conta, mas no fim revelou-se um trabalho de marcenaria bem interessante de realizar.
Minha cunhada não é dada a DIY, e a cadeira, pesada e rústica iria ficar forever esquecida a um canto se eu não lhe lançasse mão. Trouxe-a comigo há alguns meses e demorei de propósito a trabalhar nela, pois só quero devolver a cadeira no dia do seu aniversário, daqui a alguns dias. Minha cunhada tem passado por problemas graves de há um ano a esta parte, que a têm deixado muito em baixo, e quero que ela tenha a surpresa de entrar na sua sala e se deparar com a cadeira renovada. Tenho a certeza que ela não a vai reconhecer, não está à espera de um tal presente de anos e imagino mesmo que ela no momento até já tenha esquecido o cadeirão, porque quando o levei de lá de casa fingi falta de convicção, e ainda lancei, com pouca firmeza, um "vou ver o que consigo fazer disto". Até a escolha do tecido para as almofadas não foi sem intenção: não é o tecido que a cunhada escolheria, ela é pessoa mais contida e clássica nos seus gostos. Mas o propósito foi mesmo esse, tirá-la da sua zona de conforto e dar um boost, um impulso, alguma cor à sua vida.






O cadeirão como se encontrava antes: escuro, manchado, com peças em falta ou descoladas e um dos braços ruído.

Aspeto do braço ruído, já com a cadeira lixada:

Serrei a parte ruída:

Cortei uma peça nova e colei ao braço:

Com o formão fui dando forma à nova peça:

Depois da peça "esculpida", houve que dar cor para aproximar a madeira do enxerto à tonalidade da madeira da cadeira:

TCHAN RAN!!!......

22 comentários:

  1. Não, opá és demais Val, não consigo ter palavras para expressar o que sinto quando vejo estes teus restauros emergirem do nada.
    Ficou um encanto, acho a peça encantadora e essas almofadas dão-lhe um toque chiquerrimo, adorei.
    A tua cunhada vai ficar radiante e cheia de energia positiva pois esse contraste é soberbo.
    Parabéns para ela e para ti.
    Beijos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Ficou lindo! E que bonito gesto está fazendo pela sua cunhada.
    Seus trabalhos são lindos e inspiradores!

    Beijos,
    Júlia.

    ResponderEliminar
  3. Incrivelmente lindo Amiga! Tu és a cada da restauração! Sabes,vejo tantos moveis nas portas por cá para doação,fico logo à pensar em ti. Bom Domingo por ai querida Amiga! Quando aparece? Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Oi Val,
    Ainda bem que sua cunhada pegou e que vc recuperou. Ficou lindo. Adorei ver como os braços foram recuperados, eu nem sabia desta possibilidade.
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Val, ficou espetacular! Muitos parabéns! Um trabalho de recuperação perfeito e cheio de carinho. A cunhada vai amar!! Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Oi Val. Que trabalho lindo! Como sempre vindo de suas mãos. Parabéns!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. A sério Val ?! Que trabalho de profissional.Ficou linda a cadeira. Adorei! Beijinhos
    Teresa

    ResponderEliminar
  8. Será uma surpresa e tanto!
    Eu não deixaria este móvel à própria sorte na rua. Muito potencial.
    Parabéns pelo trabalho!

    Obrigada pelo carinho com o Giggio.

    Abraços esmagadores e dias felizes.

    ResponderEliminar
  9. Val, só há uma palavras: FANTÁSTICO! Quem diria que um "caco" velho viria a dar uma obra de arte? Adoro tudo, a cor, o modelo e o tecido... tudo tão harmonioso, tão delicado e tão requintado. Um sonho! Adorei, muitos parabéns, querida amiga!

    ResponderEliminar
  10. Sensacional!!! A cadeira ficou maravilhosa! Se você não mostrasse em detalhes o trabalho feito no braço eu jamais teria notado!
    Outro dia tentei comprar um criado-mudo para reformar, lixar toda a tinta e deixar na madeira. Logo me veio você à cabeça e estava certa que pediria algumas dicas, mas eu e o rapaz não nos acertamos no preço da peça (pelo menos por enquanto...).
    Além do seu trabalho perfeito as fotos também ficaram incríveis! Coisa de revista!

    ResponderEliminar
  11. Olá Val, já à algum tempo que não vinha cá, mas sem dúvida que sempre que por cá passo fico maravilhada. É um trabalho perfeito da sua parte. Nota-se que se dedica de corpo e alma às peças e por isso os trabalhos saem sempre lindíssimos. Parabéns Val.
    Beijinho grande. Joana.

    ResponderEliminar
  12. Val... ficou fantástico!! Mais uma reciclagem absolutamente linda! Claro está que a tua cunhada vai ficar encantada. Um xi-coração.

    ResponderEliminar
  13. Querida Val
    Você é de uma habilidade, talento e paciência muito grandes, fico deveras encantada com tamanha criatividade.
    Parabéns pelo belíssimo trabalho, já tinha visto no Instagram.
    Um beijo e até qualquer dia.

    ResponderEliminar
  14. Oi Val!
    Comecei a ler pensando: Será que ainda cabe alguma coisa na casa da Val?
    Ainda bem que foi pra cunhada. Que lindo gesto, que empenho.
    Me admira seu talento quase de um médico a curar doentes em restabelecer a função desta linda cadeira.
    Meu marido teria feito lenha dela.
    Ficou "giro"! =)

    Abraços! ♥

    ResponderEliminar
  15. Ficou tão bem, Val! Muito bonito esse cadeirão. Bem, tu és mesmo mestra em renovação de tarecos! Também gosto muito do tecido dos almofadões, com esse efeito batik, adoro! Não há nenhuma dúvida em como vais conseguir provocar um valente sorriso à tua cunhada.
    Parabéns ;) bjs*

    ResponderEliminar
  16. Olá Val,

    Uma recuperação maravilhosa! A recuperação do braço ficou ótima, a escolha do tecido também foi perfeita deu modernidade e cor, você conseguiu transformou o velho cadeirão em uma peça cheia de charme, parabéns! Sua cunhada irá adorar o presente.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Guauuu usted es una verdadera maestra de la restauración.. esa silla era realmente un desastre y quedo linda .. sobretodo con ese tapiz

    ResponderEliminar
  18. Ficou uma beleza! Oxalá a sua cunhada goste e a anime!

    Gostei do seu blogue e já sou seguidora. E achei a história do avião muito engraçada. Nós temos uma parecida, que também é uma piada de família: a minha irmã mais velha cantava "O meu menino é d'oiro..." e um dos filhos, pequenino depois de ouvir a canção algumas vezes lá disse "eu não nada doido!"

    Boa noite e uma boa semana:))

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics