ST. JACOBS

2.8.17
Foram 3 semanas de umas excelentes férias, mas não, não vos vou contar sobre as cidades grandes que visitei, pois essas são muito bem divulgadas em qualquer site de viagens. São cidades enormes, cheias de entretenimento e sítios interessantes, entupidas de turistas e com filas para tudo. Exatamente como eu não gosto. Vou antes falar-vos de St. Jacobs, uma vila rural, situada no Canadá, a uma hora de carro de Toronto. Foi aí que fizemos o turismo que nos dá prazer, sem pressas, sem gente, a pedalar e a descobrir. Importa dizer que na região de St. Jacobs habita uma grande comunidade de Menonitas, que tal como os Amish, são desligados das novas tecnologias, têm hábitos muito conservadores e vivem daquilo que produzem. Também não gostam de ser fotografados (interpretam eles que "a pessoa não deve se sentir vaidosa ao se ver gravada numa imagem"), e é por isso que não vou poder partilhar aqui as crianças lindas que vi a brincarem no jardim de casa ou a ajudarem os pais na lida: os meninos vestidos de calças e suspensórios, camisa branca ou xadrez, chapéu de palha tal qual os pais, as meninas com vestidos compridos, avental e touca branca na cabeça, à semelhança das mães. Assim como guardarei na memória e não na máquina, famílias inteiras deslocando-se nos buggies puxados por cavalos, dirigindo-se ao mercado ou ao meeting point (termo que usam para designar a igreja deles). Cenas que pareciam saídas de um filme de época e que muito me enterneceram. Vão ver aqui algumas fotos entre as centenas que bati, mas as melhores, essas, pelas razões explicadas acima, não pude tirar. Ficaram só na minha retina.

Pedido feito à entrada da cidade: conduza como se os seus filhos vivessem aqui.
























St Jacobs é bem pequeno, pouco mais que uma rua com poucas lojas, alguns restaurantes e uma padaria. Uma vida tranquila, onde tudo fecha cedo. Existe pelo menos um hotel na cidade, mas nós ficámos instalados num Bed and Breakfast. Achámos que faria sentido, já que íamos para o campo, ficarmos na casa de um nativo e conhecer mais de perto os costumes da região.





A única padaria e pastelaria da cidade vendia o doce típico da região, as butter tarts, pequenas tartes de nozes pecan. Nem vale a pena dizer que passou a ser para nós parada obrigatória diária e que as mini tarteletes ainda se tornavam mais saborosas quando acompanhadas de free wi-fi:
A nossa intenção, ao chegarmos a St Jacobs, era alugarmos bicicletas para podermos andar à nossa vontade e conhecer outras cidades da região, mas qual não foi nossa surpresa ao nos darmos conta de que nem na cidade nem nos arredores existia pelo menos uma loja que oferecesse esse serviço! Foi Claire, a dona da casa onde estávamos instalados, que vendo a nossa desilusão, teve a ideia de nos levar a uma cidade vizinha, a uma loja de Menonitas, que vendia artigos doados, cuja venda revertia para os mais carenciados da comunidade. Por 150 dólares Canadianos (cerca de 100 Euros) saímos de lá, felizes da vida, montados em 3 biclas que seriam nosso meio de transporte para os próximos dias. A minha era uma legítima Schwinn dos anos 70, com selim bicolor de couro, cesto em verga, guarda lamas cromados e travões que nem sempre obedeciam. Gostei tanto dela, achei-a tão cheia de charme e elegante, que ponderei seriamente trazê-la comigo para Portugal, mas fiquei desmotivada com os 2 aviões e uma longa viagem de carro que ainda teria pela frente. Mas não resisti e fotografei-a para a posteridade, em frente à casa da Claire:























































A bordo dos nossos veículos a pedal, já ninguém nos parava e começamos a desbravar terras e locais típicos da região.
Visita obrigatória é o St. Jacobs Farmer´s Market que acontece às 5ª feiras e sábados. Nesses dias, produtores locais, Menonitas ou não, juntam-se para vender os seus produtos. Fotografei o que vi de mais interessante, os frutos vermelhos tão meticulosamente organizados e acondicionados, as madeiras já preparadas para se levar para casa e serem transformadas em tampos de mesa ou prateleiras, o velho vendedor Menonita de Maple Syrop (xarope de ácer, típico em todo o Canadá) com o seu buggy estacionado junto à banca. E até as rainbow roses, de gosto duvidoso!

Vendedoras de mundos diferentes partilham a mesma banca:






Outro passeio incontornável  (pelo menos para mim!) foi uma visita ao St Jacobs Antique Market. Abre todos os dias, é enorme, e as velharias são organizadas por setores (cozinha, costura, brinquedos, itens ligados à aviação, viagens etc... ) Claro que saí de lá com algumas pequenas aquisições em baixo do braço. 






As latas e caixas que tinha visto à venda nos Antiques, pude apreciá-las com novas funções no Café Balzac e estas "reinaugurações", vocês sabem, são ideias que sempre me deixam com um grande sorriso na cara:



À volta de St Jacobs ficam cidades pequenas como Elora, Kitchener, Montrose e outras um pouco maiores (mas não tão grandes) com nomes bem conhecidos nossos: Stratford, London, Waterloo ou....Lisbon! 




























Pequenas ou não, deliciei-me com o que vi nas cidades e nos campos desta região no interior da província do Ontário. Apaixonei-me pelas casas, emocionei-me com a vida austera e de entreajuda dos Menonitas, seus cemitérios tão simples, à beira da estrada, até a graça de dividir a bike lane com os buggies deles.

Menonitas entreajudam-se na construção de uma casa:



A pedalar passei por silos gigantes, postos de gasolina solitários, Muskoka chairs coloridas, lojinhas e detalhes que prenderam e encantaram o meu olhar e que quis aqui partilhar convosco.







Pequena biblioteca no jardim de uma casa: leve um livro e deixe outro:
E por fim, vocês perguntam: e o que foi feito das bicicletas? Simples. Convencemos a Claire, nossa anfitriã na casa Bed and Breakfast, que seria uma mais valia para o seu negócio de hospedagem, adquiri-las, e vendemos-lhe as 3 por metade do preço!

25 comentários:

  1. Querida,viajei contigo! Estava ansiosa para ver teus olhares! Fiquei encantada com a filosofia dos Menonitas.A tua bicicleta com cesto,que linda.A arquitetura ,as mesas pintadas,o jardim desta casa,as cadeiras amarelas,tudo encantou-me. Já tinha muito vontade de ir ao Canadá agora mais ainda.Na região que foste fala-se francês? Val tens uma familia linda.Eita menino lindo e tu,fiquei surpresa juro,parece uma menina.Grata por partilhares,beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Que giro... um misto de ternura e de admiração por essa gente simples que precisa de tão pouco para ser feliz (pelo menos, aparentemente). :)
    Adorei o passeio, adorei a descrição e estava a imaginar-te a retocar algumas das peças com a tua arte de tornar novo o que estava em desuso.
    O filhote (deve ser!) é a tua carinha, com um sorriso lindo e generoso.
    Apreciei as deliciosas fotos em família, continuas uma "adolescente", sortuda!
    A mini biblioteca... que amor!
    Um beijinho muito grande, obrigada pelas doces partilhas. Bom regresso, querida Val!

    ResponderEliminar
  3. Que maravilhoso post Val!!
    Muito muito obrigada por partilhares connosco estas maravilhosas fotografias, acompanhadas do relato desta vossa visita a St. Jacobs. Adorei, senti-me de certa forma a viajar também!
    E pelo que nos contas eu iria adorar passear por essas bandas, pois fiquei encantada com todas estas deliciosas imagens.
    Gostei muito de vos ver nas fotografias e como já te tinha dito, tens uma família muito bonita!
    Beijinho enorme minha querida!

    ResponderEliminar
  4. O que é essa sorveteria?!!!!! Coisa mais linda!!!!! Amei a cor da porta, o tapete, a janela e esse estofamento das cadeiras rosas, então. Aliás, tudo muito lindo. Amei. Laura (Brasil)

    ResponderEliminar
  5. Hi Val
    Que post mais rico e delicioso, tens essa capacidade de nos transportar através das imagens e sonhar através da escrita .
    Fiquei aqui "pregada" a ler te como se de um bom livro se tratasse , super interessante.
    As fotos de família que lindo.....e no fundo o que estás a transmitir ao David com este tipo de viagem .
    Adorei Val e fizeste rir quando te vi sentada/deitada na big chair ;D
    A Clare ficou bem servida com as bicicletas boa ideia
    Tem um resto de semana feliz
    bjs
    Lulu

    ResponderEliminar
  6. Li e garanto-te que andei a passear (convosco) por St. Jacobs! Muito curioso tudo o que nos relatas e fiquei muito curiosa pelo mercado de velharias, deve ser uma verdadeira inspiração! Ah e a mini biblioteca, que ideia tão extraordinária!
    Nunca estive no Canadá mas o R pai já lá esteve, em trabalho, e regressou com latas de xarope de acer para me oferecer :D é bom!!!
    As fotos estão excelentes ;)
    bjs*

    ResponderEliminar
  7. Que fotos lindas! Só de vê-las já deu vontade de ir, he he. Ano que vem penso em conhecer Toronto na primavera e acho que uma parada St. Jacobs será muito agradável!
    Beijinho

    Bia
    www.biaviagemambiental.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Val, adorei acompanhar esta viagem na vossa companhia. As fotos lindas, mas com a tua descrição parecia que estava lá! O mercado fantástico, e fiquei de olhos presos nas antiguidades e naquelas peças de madeira ao alto (para uma mesinha!). Um beijinho grande e muitas viagens na companhia da família!

    ResponderEliminar
  9. Uau! :) Acho que ainda não consegui assimilar tudo...que lindo! É tão enriquecedor viajar não é Val!? Novas culturas, hábitos, pontos de vista.
    Obrigado pela partilha pelos teus olhos bonitos :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Bom dia, Val,
    aqui:7:18 manhã de quinta-feira com céu meio nublado.
    Viajei contigo e segui seus olhares, adorei tudo que vi. Em nossa agitação diária achamos impossível que lugares assim ainda existam. A mim me pareceu um pedacinho do paraíso. Adoraria também pedalar por essas paragens. E...agradecida por me mostrar tudo isso. Com certeza suas energias estão sobrecarregadas. Grande abraço.
    mari

    ResponderEliminar
  11. Querida Val! Obrigada por esta partilha maravilhosa que me aguçou a vontade de por lá passar:) E sim, estas imagens são a tua "cara". Em tudo. Um xi-coração enorme. Para os três:)

    ResponderEliminar
  12. Bom, eu estava mesmo ansiosa para ver o post que ia sair desta tua viagem.
    Quando o vi pela primeira vez, fiquei completamente colada no écran a rolar o scrol do rato não sei quantas vezes, não consegui sequer comentar porque fiquei emocionada e com um turbilhão de emoções à flor da pele, fez-me viajar num mundo da fantasia que eu chamo de "Alice no País das Maravilhas".
    As fotos estão um delírio mesmo, cada recanto melhor que o outro, acho que levava aqui a descrever cada foto ao pormenores, são mesmo só para quem gosta porque aos olhos de muita gente passa despercebido.
    Adora ter visto fotos das crianças Menonitas, aí é que me passava lá para o outro mundo....hehehe.
    Gostei imenso de viajar com os teus olhares, estás de Parabéns, grande reportagem.
    Beijinho grande e até à próxima.

    ResponderEliminar
  13. Yo acabo de estar en canada en vacaciones , fui por el lado de vancouver y recorri los rocket ,, asore ese paia ,, lindas fotos amiga

    ResponderEliminar
  14. Parecem ter sido uns dias fantásticos!
    Eu adoro esse género de férias! Sem programas pré-definidos nas agências!
    Eu costumo criar o nosso próprio roteiro!
    Alugamos um carro e vamos à aventura... com os hotéis marcados de cá mas sem guias, sem tempos contados, sem paragens onde os guias obrigam a parar! Uma viagem à nossa medida!
    E esta vila só é encontrada assim mesmo :) Um verdadeiro encanto!
    Adorei as imagens, a calma que transmite!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  15. Olá Val
    Por aqui as férias foram bem movimentadas, casa cheia e muitos passeios com os netos. Já tinha passado por aqui várias vezes para vê as fotos e lê tua minuciosa descrição, e a cada vinda me sentia te acompanhando na viagem. As fotos são lindas, seu olhar curioso captou com perfeição os detalhes interessantes e cheios de cor de uma cidade pequena e de uma comunidade de hábitos austeros, deixando uma grande curiosidade em quem gosta de viajar. Amei todas as fotos, as do mercado de antiguidades estão maravilhosas, adoro as louças em vidro branco e tampas transparentes com suas alças e desenhos coloridos! Uma viagem perfeita para reconectar, bienvenue!
    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Olá Val.Queria muito saber tua opinião sobre a cozinha lá de casa,obrigada.Enquanto tu me escrevia, eu postava exatamente sobre o tempo na Bélgica. Beijinho

    ResponderEliminar
  17. Val, que lindas férias. Amei tudo, as latas, as loiças, as casas, as bicicletas...tudo. Que beleza de sítio. Valeu a pena, mais uma vez, passar por aqui. É sempre tão inspirador. Pena não haver fotos desse povo. Mas há que respeitar.

    ResponderEliminar
  18. Val,
    Que viagem linda e proveitosa.Um belo roteiro e conhecer esses lugares pintorescos é o melhor.Conhecer gente nativa,como vivem ,é uma grande experiência.Eu também prefiro bed and breakfast do que hotéis.O lugar é lindo,cheio de história e significado.Uma boa forma de desconectar mesmo.Adorei as feiras e as antiguidades,subi e baixei a barra mil vezes prá ver.
    Obrigada por partilhar,viajei com vocês :)
    Besitos e tenha uma semana abençoada

    ResponderEliminar
  19. Val, que maravilha de passeio! Não conheço o Canadá.
    Aqui para se ir lá tem que ter um visto próprio e como não se faz esse visto em qualquer local (cidade), ainda não me atrevi, por medo de dar meu Passaporte para ir para a cidade de São Paulo.
    Lindo, tudo.
    E deve ser seguro caminhar por ai.
    Conviver com gente educada, não é o caso daqui (Brazil)é divino.

    ResponderEliminar
  20. Que lindo esse passeio! Ótima a idéia de percorrer o lugar de bicicleta, mas eu teria muita pena de deixar a sua por lá também! Ah, essas feiras cheias de antiguidades me enlouquecem... fico chateada por não poder levar tudo o que me chama a atenção. Uma vez, em Georgetown, vi uma caixa de madeira (tipo maleta) cheia de compartimentos, absolutamente maravilhosa, mas com um volume impossível de transportar (a esta altura, final de viagem, minhas malas já estavam no limite).
    Fiquei com vontade de ver as pessoas que vc descreveu, mas não pode fotografar!

    ResponderEliminar
  21. Que viagem fantástica Val, devia ter começado por ler este post :D :D
    Deve ter sido umas daquelas férias que nos enche o coração :)
    Tudo diferente dos nossos costumes mas bonito e agradável :)
    Parabéns e obrigada por estas partilhas que me enriquecem ;)
    Beijinhos grandes :)

    ResponderEliminar
  22. Maravilhosas as suas férias.Adorei ler seu "post" e ver tão lindas fotos.Abraços,Maristella.

    ResponderEliminar
  23. Que viagem interessante a este local encantador, parece saído de um filme, e realmente é preciso tão pouco para viver feliz, beijinhos

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics