A COZINHA DOS VERHOVEN

8.1.16
Em meados de Novembro último, todos nós assistimos, atónitos, aos atentados de Paris e às consequentes medidas rigorosas de segurança tomadas por alguns países vizinhos. Nomeadamente a Bélgica, e mais especialmente sua capital, que durante quase uma semana, literalmente parou: o metro foi fechado, as aulas do infantil às faculdades, suspensas, o comércio encerrado, aglomerações proibidas. À população foi pedido que se mantivesse o mais possível em casa. Eu tenho uma filha em Bruxelas, estudante de medicina e que nesse mês de Novembro estava em estágio com um médico. Na Bélgica, é comum os médicos terem os consultórios instalados nas suas próprias casas e saírem para fazer visitas domiciliárias. Foi com um clínico com esta rotina, um senhor em final de carreira, que Laura fez o estágio. Todos os dias, ela dirigia-se a pé para a casa dos Verhoven, participava das consultas e saía de carro com o doutor para as visitas em casa dos pacientes. Isto aliviou as minhas preocupações de mãe, pois pelo menos sabia-a longe do metro, do Campus Universitário onde diariamente circulam milhares de estudantes e fora das aulas ministradas em anfiteatros com mais de cem alunos. Mas o que me acalmou mesmo, foi quando dei-me conta que as pausas da Laura eram feitas numa cozinha linda, desarrumada, vivida, com móveis que pareciam não combinar, flores frescas colocadas sobre a bancada, restos de comida na mesa, desenhos dos netos espalhados pelas paredes coloridas. Como se ali, ela pudesse estar protegida de tudo, abraçada pela cor e pelo aconchego da família. As pausas e refeições eram feitas neste ambiente, na companhia do casal, de 5 crianças impedidas de ir à escola e do cão. Os Verhoven, acolheram a minha filha num período que acabou por ser difícil para todos, e podem até imaginar que eu lhes esteja grata por isso, mas nunca saberão a real dimensão desse reconhecimento nem desconfiarão o quanto a barafunda da cozinha deles apaziguou-me o coração e me fez acreditar que a vida por lá corria serena.
De Lisboa, entre os mil afazeres das festas de Dezembro enviei-lhes uma almofada feita sem estudo prévio, apenas com o que tinha em casa e em que nem a camisa do marido escapou. Uma prenda modesta face ao que recebi.






As costas da almofada:






42 comentários:

  1. Gosto tanto da sua originalidade Val. Uma verdadeira inspiração. Beijos

    ResponderEliminar
  2. Uma cozinha de verdade, de uma família de verdade :)
    Seguramente que apreciaram o teu presente lindo...que vendo bem, tem tudo a ver com eles! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pela iniciativa! Prova de que este nosso mundo está repleto de quem sabe apreciar o simples, o conforto e a segurança de um lar sem qualquer tipo de fronteiras.
    Beijinho de Bom Ano para todos os protagonistas deste post:-)

    ResponderEliminar
  4. Olá querida Val que almofada perfeita !
    Amei este bolso na parte de trás ele fica ótimo para guardar o controle remoto e mante-lo sempre por perto enquanto assistimos tv.
    Parabéns amiga bjs.

    ResponderEliminar
  5. Uau Val, conseguiu prender-me ao ecrã do computador de boca aberta do princípio ao fim do post. A sua criatividade não tem limites, admiro imenso esse seu dom. A cozinha transpira vida, uma coisa que eu aprecio imenso nas casas... Entrar numa casa e ter a sensação que a casa tem alma, mas talvez caótica demais para mim que sou uma viciada em organizações e limpezas e por vezes deixo a minha casa perder um pouco dessa identidade até. Vivendo e aprendendo :-) Vou ter que deixar-me ser mais desarrumada, pois gosto do que vejo! E a almofada que lhes ofereceu? Isso não é de todo um presente singelo, pois é lindíssima, feita à mão, planeada com todo o rigor e criatividade e essas coisas são as mais belas! Beijinhos grandes Val e obrigada por continuar a surpreender-me a cada post. Um excelente fim-de-semana é o que desejo!

    ResponderEliminar
  6. Uma cozinha de família, aconchegante e vivida, a tua almofada transfere toda a ternura que possas sentir em relação à família que acolhia a tua filha, além de ser giríssima é ouro sobre azul naquela casa. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Isto é realmente uma prova de que ainda existem pessoas boas, e que bom que isso é. Sem dúvida que esta família merece este teu lindo presente e a tua gratidão. A almofada está lindíssima, adoro o pormenor da parte de trás.
    Adorei a cozinha deles, tão cheia de cor e de vida!
    Sei bem a angústia a que te referes pois como sabes também tenho o meu irmão a viver em Bruxelas. Enfim há coisas que não podemos controlar, não estão nas nossas mãos! Vamos torcer para que aquele povo maldito não aprontar mais uma das suas!
    Beijinho enorme minha linda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina, o povo não é maldito, mas sim alguns fanáticos doentes.

      Eliminar
  8. Ah, que post mais cheio de ternura, e não falo só do presente, mas principalmente do amor que é expresso em cada palavra !
    Gratidão, foi isso que senti em cada linha !!

    A almofada é de babar !!! Linda demais !!!

    Bjus 1000 querida e um ótimo 2016

    ResponderEliminar
  9. Val querida, você é mesmo divertida, criativa até nos seus textos, delicio-me com eles.
    Achei muito interessante esta maneira de se fazer estágio do curso de medicina na Bélgica, penso que deve ser muito mais proveitoso, deixando os médicos mais humanos, legal demais. Com relação à cozinha do doutor, tirando algumas baguncinhas, umas coisinhas meio fora de lugar, gostei muito, é cheia de vida, colorida e funcional, sem falar na acolhida à sua filha, muito bacana.
    Agora uma perguntinha, cara amiga: você não quer importar esta almofada linda aqui pro Brasil, fiquei encantada, muito linda, um presente e tanto.
    Com relação às nossas caixinhas, acho que só uma foi feita com guardanapo, as outras todas com papel de scrapbooking e uma delas foi forrada com tecido, o mérito é todo de Júlia, eu fico só na pintura, lixando e dando meus pitacos.
    Grande beijo.

    ResponderEliminar
  10. Que encanto, Val!
    Quanto carinho contido num presente tão lindo!
    É tão bom sabermos, que fora de nosso olhar, nossos filhos estão num
    ambiente familiar.
    No aconchego de um lar, onde seu presente está a brilhar...
    Eu não entendo como a intolerância religiosa, possa colocar o mundo
    todo em constante vigilância e grande temor.
    Agradeço pela partilha de sua criação, desejando um feliz e abençoado ano de 2016.
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderEliminar
  11. Oi Val, adoro ver sua criatividade, a almofada feita com a camisa do seu esposo é demais, um presente original e a outra almofada linda, linda ! Adorei este tom de rosa na parede da cozinha. Achei interessante saber um pouco como é a rotina de um médico em Bruxelas. Felicidades e sucesso para sua filha.
    Tudo de bom,bjssss

    ResponderEliminar
  12. Bom dia Val :)
    Felizmente tudo correu pelo melhor, há sempre um cantinho bom neste mundo ,um aconchego, um lugar bom longe de casa .
    Não sei se será o universo a conspirar a favor da tua família ,a tua mãe ou se será a educação que deste aos teus filhos .A mim parece me que há sempre "luz" com eles.
    A tua retribuição já seria de esperar ,já deu para perceber que és rapariga de coração cheio e de muita gratidão.
    Com estas palavras despeço me desejando um bom fim de semana
    bj grande
    Lulu

    ResponderEliminar
  13. Que posso dizer!. Uma almofada com um pouco da tua família aqui, para quem recebe um membro da tua família lá!... perfeito.
    P.s, Sim porco é o tobias e gosta de tomar banho...
    Beijinhos bom fim de semana

    ResponderEliminar
  14. Adorei, adorei este post... Val, a forma como escreves, os sentimentos que transmites... Temos muito a aprender contigo! Linda almofada, acredito que tenha enchido as medidas dos Verhoven. Beijinho grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Definitivamente tudo o que escreves aqui e que fazes, vem mesmo do fundo do coração, daquela parte humilde, grata e criativa!

      Eliminar
  15. Val, que aperto e que sobressalto. Compreendo tão bem a tua gratidão pela família que a acolhe, e que fazendo-o a protege e a faz participar de um ambiente de conforto, seguro. Um verdadeiro alívio para uma mãe que se encontra longe.
    Val, a almofada está absolutamente divinal. Adorei, mesmo, mesmo muito! As cores, os padrões, o modelo e a "camisa do marido" é grande ideia, está demais! Com certeza que a família Verhoven ficou encantada com a beleza da almofada e o doce gesto.
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  16. Esta super interessante a almofada, os detalhes dos quadrados com metade de um padrão e metade de outro e ate a marca na parte de trás, feito com amor, nota-se mesmo o que investes em cada peca que sai das tuas mãos. Uau! Sem comentários quanto ao resto... 'e preciso ir respirando devagarinho e acreditar que vai tudo correr bem... :(
    Um grande beijinho e um Bom Ano 2016 para ti
    Teresa

    ResponderEliminar
  17. Val,
    Imagino toda a sua preocupação,sofrimento de mãe,e estando longe.
    Eu tenho minha família em Bruxelas também e foram dias horríveis.
    Ficava aliviada quando minha mãe dizia que estava em casa com os meus sobrinhos, bem longe do movimento das ruas.
    A casa dessa família mostra por cada móvel e objeto fora do lugar...rsrs...que são uma família de verdade. Um lar cheio de amor. Lindos os mimos, com certeza adoraram os presentes.Parabéns.
    Besitos

    ResponderEliminar
  18. Val querida, acho que extrapolei o comentário sobre a almofada, ficou parecendo que eu queria ganhar de presente, por favor, não me interprete mal, o presente e tanto que eu disse foi para a família do médico que acolheu sua filha.
    Fiquei até sem graça agora, desculpe-me a falta de tato.
    É que achei tão linda a almofada, tão colorida, do jeitinho que gosto.
    E eu faço isto mesmo, vou colocando uma capa sobre a outra, é mais prático, na hora que cansar daquela e quiser variar é só tirar.
    Bem, minha cara amiga, de qualquer maneira agradeço sua gentileza por pensar em mim.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  19. Hola Val querida !! Que gran explosión de color tiene esa cocina .. Me encanta la combinación de verde y rojo intenso y esa almohada es una mónada

    ResponderEliminar
  20. Val, maravilhosa a almofada...linda demais!

    ResponderEliminar
  21. Olá Val, como te compreendo...
    O meu marido também lá estava na Bélgica antes do Natal e eu por cá sempre preocupada.
    Além disso está a fazer agora um ano, que a minha filha foi 4 dias para Paris e que coincidiu, com os atentados em Paris... Foi um sufoco e para mim.
    Sei como te sentiste!
    Quanto à almofada, ficou um espetáculo! Um mimo que de certeza todos os membros da família Verhoven adoraram.
    Beijinhos, Lenny:)

    ResponderEliminar
  22. Val, não sei se gosto mais da frente ou da parte de trás da almofada!!! Lindissima!
    A tua generosidade para com essa família vai perfeitamente retratada nessa almofada...Quanto à cozinha dos Verhoven, é uma cozinha onde se fazem refeições felizes:)Beijinho e bom ano!

    ResponderEliminar
  23. Olá Val,

    Como te entendo, com uma filha em Paris reconheço os momentos de aflição que descreveu e o alívio em saber que tua filha estava longe das áreas mais arriscadas, tua prenda feita com carinho e gratidão de mãe, ficou linda, colorida, perfeita para alegrar dias tristes como os que foram vividos. Amei como a camisa foi aproveitada, genial!
    Beijinhos e um ótimo inicio de ano.

    ResponderEliminar
  24. Oi Val!

    Olhando essa cozinha alegre e ligeiramente bagunçada, lembrei-me das palavras de Carlos Drummond de Andrade ou Lena Gino (ela diz que é a autora).
    Enfim...

    Casa Arrumada

    Casa organizada é assim:
    Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
    Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela...

    A almofada revestida com parte da camisa masculina ficou uma graça e super original!
    Obrigada pela dica da fábrica da Ypióca!

    Bjksss

    ResponderEliminar
  25. Olá Val,
    Gostei imenso deste teu post cheio de amor e gratidão, tenho a certeza, que a família Verhoeven, reconhecerá a tua gratidão no amor que entregaste a essa almofada.
    Que o ano de 2016, te traga tudo o que de melhor tiver para dar.
    Bjs,
    MJ

    ResponderEliminar
  26. Fico feliz que tu não estejas entre as famílias afetadas por esta tragédia. Que pessoas abençoadas, merecem o presente, e que presente. A beleza desta almofada certamente reflete o arinho e a gratidão que tens pela família deste médico.

    Parabéns, belíssimo trabalho.
    Bjos.

    ResponderEliminar
  27. Além do texto lindo, a almofada também ficou maravilhosa!
    Não há como agradecer quem faz qualquer tipo de bem aos nossos filhos, não é mesmo? E realmente essa cozinha parece aconchegar e ser capaz de evitar qualquer mal. Deve ter sido bem melhor saber que sua filha estava por lá.
    As cores da almofada ficaram tão alegres!!! Adorei!
    Bjs

    ResponderEliminar
  28. ola Val
    aqui também esta tudo meio parado, porque a Itália dizem esta na lista negra do Ísis.
    eu não sinto muito a situação, porque estou na periferia de milao.
    mas também evito metro e lugares turísticos.
    bacione

    ResponderEliminar
  29. Que cozinha espetacular, daquelas que tem cheirinho de verdade! Vc enviou um presente à altura, certamente terá um ótimo uso. Consigo entender perfeitamente a tranquilidade que te bateu ao ver as fotos, é um espaço que emana muito carinho e envolvimento. Beijo

    ResponderEliminar
  30. A cozinha desta família é bem a cara de um lar - a foto traduz todo o aconchego narrada por você.
    Tenho certeza que apreciaram muito o mimo que fez com tanto zelo. Está linda esta almofada, maravilhosa!!!
    Abraços e um ano lotadinho de bênçãos e vitórias pra vc e os seus.

    ResponderEliminar
  31. Val, que almofada maravilhosa é essa? Que coisa mais linda!

    Que bom saber que aquela família acolheu a sua filha em um momento tão arriscado! E esteja certa que o seu presente cheio de dedicação vai representar bastante a sua gratidão pela atitude da família!

    ResponderEliminar
  32. Que linda Val :)
    Adoro, adoro :) Essas cores... vi as fotos mais de uma vez, gosto de ver várias vezes as coisas bonitas :)lindaaaa :)
    Parabéns :)
    Ainda bem que há "gente" boa em todo o lado ;)

    ResponderEliminar
  33. É nos momentos difíceis que os pequenos gestos se mostram grandes. Certamente que a tua filha Laura merece e sabe agradecer esse carinho "de família" que recebe.Gostei muito deste texto, mostra a pessoa maravilhosa que és. E a almofada? Maravilhosa,claro! Um beijinho.

    ResponderEliminar
  34. Oi Val
    Como é bom estar com o coração calmo diante desta situação, vendo
    que sua filha estava bem, manda seu marido esconder as camisas kkkk,
    adorei suas almofadas , você é muito criativa.
    beijinhos

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  35. Que texto lindo e ternurento! :)
    Fico muito feliz por saber que a filhota está bem, que ficou acompanhada e de certa maneira protegida.
    Agora a almofada, quanta criatividade e bom gosto! Linda, linda demais. Nunca me passaria pela cabeça, aproveitar uma camisa dessa forma, no entanto, adorei a ideia, ficou brilhante! És uma inspiração, Val e como eu adoro passear por aqui!

    ResponderEliminar
  36. Confesso que não sei o que gosto mais: se da maneira como escreve, da criatividade e alegria da almofada ou se da cozinha tão calorosa e charmosa...tão bom passar por aqui... Parece que o aconchego do momento que viveu, o calor da cozinha tão humanizada e a alegria e ternura da almofada pudesse invadir meu coração... E ao terminar de ler o post me encontro com um sorriso no rosto e o coração tranquilo. Beijos

    ResponderEliminar
  37. Nem imagino como se sentia ao saber dos atentados com duas filhas longe... nunca imaginei isso, mas senti alguma tranquilidade naquela cozinha, porque a cozinha da minha avó era, e ainda é assim mesmo e sempre me senti acolhida lá.
    A almofada é lindissima e adorei o promenor da camisa ahahha!! O meu marido matava-me!!
    Um dia vou aprender patchwork e a coser assim linhas direitinhas... hoje ainda nao foi o dia ;)

    ResponderEliminar
  38. Tão linda! E bem executada!
    Parabéns, este blog é maravilhoso. :)

    ResponderEliminar
  39. Eu também adorei essa almofada,você podia fazer para vender online hehe.Beijo.Valéria.

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics